Loading...

sábado, 23 de agosto de 2008

INDIA É UMA POTENCIA MUNDIAL DO XADREZ






.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

Terminou na semana passada, o Campeonato Mundial de Júniores, realizado na parte Oriental da Turquia, numa cidade chamada Gaziantep, próxima da fronteira com a Síria.

A India, segundo país mais populoso do mundo, demonstrou que é uma potência mundial em ascensão no panorama do xadrez mundial.


Para juntar ao actual campeão mundial absoluto, o também Indiano Waswinathan Anand, temos agora o Campeão Mundial de Júniores.

Trata-se do jovem GM (2551) de 19 anos, Abhijeet Gupta.

No pódio teve no segundo lugar, o também indiano, GM Negi Parimarjan (2529).

A fechar as medalhas o GM Alemão, Arik Braun (2533).

É caso para se pensar que o xadrez está a regressar às suas origens ancestrais.



CLASSIFICAÇÃO:
1º GM GUPTA Abhijeet 2551 IND 10 pontos
2º GM NEGI Parimarjan 2529 IND 9½ pontos
3º IM BRAUN Arik 2533 GER 9 pontos
4º GM HOWELL David 2561 ENG 9 pontos
5º GM SAFARLI Eltaj 2527 AZE 9 pontos
6º WGM HOU Yifan 2557 CHN 9 pontos
7º GM AMIN Bassem 2561 EGY 9 pontos


Texto by Afonsov
Bookmark and Share

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

TORNEIOS DE VERÃO DE MATOSINHOS







Já publicamos uma notícia em relação a este torneio, que se iniciou, nesta segunda-feira, em Matosinhos, nas instalações do GD Dias Ferreira.

Tratam-se de dois torneios fechados, com 10 jogadores em cada um. Um joga-se nas partes da manhã, e, o outro da parte da tarde. É jogado no sistema de todos-contra todos, em 9 jornadas.


No dia seguinte aos jogos, fazem-se análises de todos os jogos disputados, sendo esta análise/estudo supervisionada pelo Marco Viela, e, pelo António Caramez Pereira.



Em relação à lista de jogadores, inicialmente anunciada no site da AXP, houve algumas alterações, dado o facto de à última hora, os três jogadores da Academia de Xadrez de Gaia terem desistido. Houve necessidade de substituir esses jogadores, o que foi devidamente feito.

Em relação às duas jovens do Moto Clube do Porto, até à 4ª jornada, tiveram sortes distintas, a saber:

- Marta Alves - sub 14
Teve dois empates, uma derrota, e, uma vitória. Esta vitória é de realçar, dado que foi contra o
jogador Eduardo Santos, com ELO FIDE 1681.

- Diana Nogueira - sub 10 (Campeã Nacional Feminina sub 10)
Dos quatro jogos, perdeu três, e, ganhou um.

Como já dissemos, este torneio, destina-se a que estas jogadoras ganhem alguma rodagem, dado que praticamente todos os adversários são mais velhos, e, experientes. Por outro lado para obterem ELO FIDE, o que já garantiram, com os resultados até agora obtidos.

No torneio "A" de salientar que até agora o Campeão Distrital Absoluto do Porto, O Jorge Fereira, jogador sub 14, e, Ricardo Margarido, sub 18, terem obtido vitórias em todos os jogos disputados.

No grupo "B"António Caramez Pereira, somou vitórias em todas as quatro partidas.



RESULTADOS DAS 4 PRIMEIRAS JORNADAS:
TORNEIO "A":
1ª JORNADA
Pedro Mendes 1665 0 - 1 Miguel Simões 1659
Ricardo Margarido 1864 1 - 0 Estêvão Gomes 2027
Gustavo Pinto 1746 1 - 0 Henish Balu
Gil Maio - Roberto Mendes 1674 (adiada)
João Martins 0 - 1 Jorge Ferreira 2002

2ª JORNADA
Miguel Simões 1659 0 - 1 Jorge Ferreira 2002
Roberto Mendes 1674 1 - 0 João Martins
Henish Balu 0 - 1 Gil Maio
Estêvão Gomes 2027 1 - 0 Gustavo Pinto 1746
Pedro Mendes 1665 0 - 1 Ricardo Margarido

3ª JORNADA
Ricardo Margarido 1864 1 - 0 Miguel Simões
Gustavo Pinto 1746 0,5 - 0,5 Pedro Mendes
Gil Maio 0 - Estêvão Gomes 2027
João Martins - Henish Balu (adiada)
Jorge Ferreira 2002 1 - 0 Roberto Mendes 1674

4ª JORNADA
Miguel Simões 1659 1 - 0 Roberto Mendes 1674
Henish Balu 0 - 1 Jorge Ferreira 2002
Estêvão Gomes 2027 1 - 0 João Martins
Ricardo Margarido 1864 1 - 0 Gustavo Pinto 1746


TORNEIO "B":
1ª JORNADA
João Guedes 0 - 1 António Caramez Pereira 2048
Diogo Valente 1663 1 - 0 Eduardo Santos 1681
Vitorino Ferreira 1531 1 - 0 Bernardo Carvalho
Diana Nogueira 1 - 0 Gisela Alvarenga
Marta Alves 0 - 1 Pedro Teixeira

2ª JORNADA
António Caramez Pereira 2048 1 - 0 Pedro Teixeira
Gisela Alvarenga 0,5 - 0,5 Marta Alves
Bernardo Carvalho 1 - 0 Diana Nogueira
Eduardo Santos 1681 - Vitorino Ferreira (adiado)
João Guedes 0 - 1 Diogo Valente

3ª JORNADA
Diogo Valente 1663 0 - 1 António Caramez Pereira
Vitorino Ferreira 1531 0 - 1 João Guedes
Diana Nogueira 0 - 1 Eduardo Santos
Marta Alves 0,5 - 0,5 Bernardo Carvalho
Pedro Teixeira 1 - 0 Gisela Alvarenga

4ª JORNADA
António Caramez Pereira 2048 1 - 0 Gisela Alvarenga
Bernardo Carvalho 0 - 1 Pedro Teixeira
Eduardo Santos 1681 0 - 1 Marta Alves
João Guedes 1 - 0 Diana Nogueira
Diogo Valente 1663 0,5 - 0,5 Vitorino Ferreira 1531

Fotos by Juliana Chiu
Texto by Afonsov
Bookmark and Share

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

NELSON ÉVORA CAMPEÃO OLIMPICO DO TRIPLO SALTO







Embora o nosso blogue tenha nascido para noticiar factos relativos ao xadrez, pensamos que temos que abrir algumas excepções, quando se nos deparam situações, que realmente merecem a nossa admiração.

Achamos importante que outras modalidades, que não o futebol, tenham lugar de destaque, dado que embora não pareça, são as únicas em que realmente vencemos algo digno de realce.

Fugindo a toda a polémica, que tem rodeado a participação da delegação portuguesa nestas Olimpíadas, gostariamos de dar o destaque da nossa participação pela positiva.

Gostariamos de dar o destaque principal ao atleta do triplo salto, Nelson Évora, que numa especialidade muito técnica, que há alguns anos atrás nem de perto nem de longe podiamos aspirar a qualquer medalhita, conseguiu vencer toda a concorrência e obter, brilhantemente, a medalha de ouro, destas Olimpíadas, nesta especialidade.

É de realçar que é a quarta medalha de ouro obtida pelas cores nacionais, desde sempre, todas ligadas ao atletismo.

Para recordar temos:
- Carlos Lopes - maratona de Los Angeles - 1984
- Rosa Mota - maratona de Seul - 1988
- Fernanda Ribeiro - 10.000 mts de Atlanta - 1996
- Nelson Évora - triplo salto de Pequim - 2008

Destaque também para a medalha de prata obtida por Vanessa Fernandes, na difícil especialidade do triatlo feminino.

Parabéns para estes atletas, e, para todos os outros que deram o seu melhor.

Texto by Afonsov
Bookmark and Share

QUARTA-FEIRA ,DIA DE GRANDES TORNEIOS NO MOTOCLUBE DO PORTO




Mais uma vez a reunião das quartas feiras dos "ferrenhos" adeptos desta modalidade, se veio a transformar num torneio de grande nível...uma vez que ontem já se sentia a "tensão" e o peso da responsabilidade por parte de alguns jogadores....isto porque como já vem sendo hábito as crónicas do dia seguinte e a grande cobertura jornalistica dada cada vez mais a estas sessões, são muito "corrosivas" e ninguém quer ficar mal....


Participaram no torneio (rápidas de 5 min.) de ontem 10 jogadores em representação de 3 clubes.

CLASSIFICAÇÃO FINAL:
1º-JOSÉ PADEIRO AX GAIA.................. 9 pontos
2º-MÁRIO FERNANDES MCPORTO.....7 pontos
3º-DIANA NOGUEIRA MC PORTO.......6,5 pontos
4º-ANTÓNIO MATOS MC PORTO........5 pontos
5º-ANÍBAL NOGUEIRA MC PORTO.....4,5 pontos
6º-MARTA ALVES MC PORTO...............4 pontos
6º-AFONSO DUARTE MC PORTO..........4 pontos
8º-JOSÉ SILVA MC PORTO.....................3 pontos
9º-BERNARDINO PEREIRA MILLEN...2 pontos
10º-MANUEL PEDROSO MC PORTO....0 pontos


Na análise "profunda", detalhada e profissional e criteriosa e profunda (desculpem...profunda já tinha dito...) que fazemos à performance de todos ,começo por dizer que o Pedroso não ganhou nenhum jogo,o Bernardino ganhou 2 e o Silva 3,o Afonso desta vez fez o contrário do costume, parecia que ia ganhar o torneio mas depois desatou a dar peças....,a Marta muito regular e sempre muito dificil de bater!o Anibal não se deu bem com os 5 minutos e foi só asneirada, pode fazer melhor.

Agora vou mudar de parágrafo dado que vou falar do top 4 da tabela desta semana e porque o parágrafo anterior já estava a ficar muito grande.Do Matos não comento nada porque teria que dizer que perdeu com a Diana, o Afonso e o Anibal e como sou amigo dele não faço referências a isso!!(claro que me ganhou, mas isso acabou por não ser importante....).Da Diana só se pode mesmo esperar cada vez mais, está em grande actividade e dentro em pouco vai ser internacional pela 1ª vez, pelo que o 3º lugar até é "normal".Referência final para os dois primeiros.........normal.



Para terminar uma palavra para o nosso colega de equipa e amigo Emanuel , a quem desejamos uma rápida recuperação do estado febril....ontem teria tido uma boa oportunidade de brilhar uma vez que o torneio terminou antes da meia noite...(hora limite para este nosso jogador ter actuações de bom nível)


Voltem sempre amigos, e joguem muito xadrez!


texto by goodchess
foto by juliana chiu
Bookmark and Share

quarta-feira, 20 de agosto de 2008

100 FRASES CÉLEBRES DO XADREZ!!!!



Nestas frases, encontramos algumas das bases do xadrez, algumas piadas, mas ditas por quem foram ditas devemos meditar!...








José Raúl Capablanca
1. O Xadrez é algo mais do que um jogo; é uma diversão intelectual que
tem um pouco de Arte e muito de Ciência. É, além disso, um meio de
aproximação social e intelectual. (GM J. R.Capablanca, ex-campeão
Mundial)
2. O Xadrez serve, como poucas coisas neste mundo, para distrair e
esquecer momentaneamente as preocupações da vida diária. (GM J.
R.Capablanca)
3. O Xadrez, como todas as demais coisas, pode ser aprendido até um
determinado ponto e não além. O demais depende da natureza de cada
um. (GM J. R.Capablanca)
4. De poucas partidas aprendi tanto como da maioria de minhas derrotas.
(GM J. R. Capablanca)
5. O bom jogador sempre tem sorte. (GM J. R.Capablanca)


Garri Kasparov
6. Steinitz forneceu à Teoria do Xadrez uma tabela de multiplicar, mas
ainda ele estava muito longe das Matemáticas superiores. (GM G.
Kasparov, ex-Campeão mundial)
7. O Xadrez é um jogo absolutamente lógico que tem suas leis gerais, que
podem ser compreendidas intuitivamente ou trabalhando muitíssimo. (GM
G. Kasparov)
8. O Campeão Mundial é a melhor personificação de sua época e com base
nele podemos julgar o desenvolvimento do Xadrez. (GM G. Kasparov)
9. No Xadrez, minha palavra é próxima à de Deus. (GM G. Kasparov)
10. Vejo na luta enxadrística um modelo exato da vida humana, com sua
luta diária, suas crises e seus incessantes altos e baixos. (GM G. Kasparov)


Wilhelm Steinitz
11. A acumulação de pequenas vantagens leva a uma supremacia
considerável. (Wilhelm. Steinitz, ex-campeão mundial)
12. O peão é a causa mais freqüente da derrota. (W. Steinitz)
13. O jogador que leva vantagem deve atacar ou perderá dita vantagem.
(W. Steinitz)
14. A mente humana é limitada, mas a estupidez humana é ilimitada. (W.
Steinitz)


Ricardo Reti
15. Na idéia do Xadrez e no desenvolvimento da mente enxadrística temos
um quadro da luta intelectual da humanidade. (Ricardo Reti, representante
da corrente Hiper-moderna)


Mijail Botvinnik
16. Quem deseje chegar a ser um grande jogador deverá aperfeiçoar-se no
campo da análise. (GM Mijail Botvinnik, ex-campeão mundial e Pai da
Escola Soviética de Xadrez).
17. É impossível compreender o mundo do Xadrez sem olhá-lo com os
olhos de Capablanca. (GM M. Botvinnik)
18. O Xadrez é arte e cálculo. (GM M. Botvinnik)

Alexander Alekhine
19. Alguma vez os homens tiveram que ser semi-deuses; do contrário, não
teriam inventado o Xadrez. (GM A. Alekhine, ex-Campeão Mundial)
20. Só um homem culto pode chegar ao mais alto do Xadrez. (GM A.
Alekhine)
21. Para competir no Xadrez, é preciso, antes de mais nada, conhecer a
natureza humana e compreender a Psicologia do contrário. (GM A.
Alekhine)
22. Sou Alekhine, Campeão Mundial de Xadrez; não preciso de passaporte.
(GM A. Alekhine)


Paul Keres
23. Quem não assume um risco nunca ganhará uma partida. (G.M P.
Keres)


David Bronstein
24. O Xadrez é imaginação. (G.M D . Bronstein)
25. Jogar uma partida de xadrez é pensar, elaborar planos e também ter
uma pitada de fantasia. (GM D. Bronstein)


Vassily Smislov
26. A maestria no Xadrez significa uma conquista criadora e um ganho
científico. (GM V. Smislov, ex-Campeão Mundial)
27.No Xadrez, como na vida, o adversário mais perigoso é você mesmo (GM V.
Smislov)


Mijail Tal
28. Da mesma forma que nossa imaginação se agita pelo sorriso de uma
garota, a imaginação se agita pelas possibilidades do Xadrez. (GM Mijail, Tal,
ex-Campeão Mundial)
29. Se proibissem o Xadrez, provavelmente me tornaria contrabandista (GM M.
Tal)
30. Há duas classes de sacrifícios: os corretos e os meus. (GM M. Tal)
31. Um jogador de Xadrez é primordialmente um actor. (GM M. Tal)


Tigran Petrosian
32. Dizem que minhas partidas deveriam ser mais interessantes. Eu poderia
ser mais interessante e também perder. (GM Tigran Petrosian, ex-Campeão
Mundial)
33. Graças ao Xadrez muitos conhecemos a alegria da criação intelectual (GM
T. Petrosian)
34. O melhor treinador do enxadrista é ele mesmo (GM T. Petrosian)
35. As vitórias de Fischer são um enigma para mim (GM T. Petrosian)
Bent Larsen
36. O Xadrez é uma formosa amante a quem voltamos uma e outra vez, sem
que nos importe as muitas vezes que nos recusa. (G.M. Bent Larsen)


Boris Spasski
37. O Xadrez, com toda sua profundidade filosófica, é antes de mais nada um
jogo no qual se põem de manifesto a imaginação, o caráter e a vontade. (GM
Boris Spasski, ex-Campeão Mundial)
38. Petrosian me lembra a um ouriço. Justamente quando você acredita que o
tem preso, solta suas garras. (GM B. Spasski)


Bobby Fischer
39. O Xadrez é a Vida. (GM Robert Bobby Fischer, ex-Campeão Mundial)
40. Não me fale de perder. Não posso pensar nisso!(GM R. Bobby Fischer)
41. Sou um indivíduo detestável. Meus ideais são o xadrez e o dinheiro. Quero
ser riquíssimo. Todos querem sê-lo, mas ninguém o diz. É pecado? (GM R.
Bobby Fischer)
42. No xadrez há dois tipos de jogadores: os bons e os duros. Eu sou dos
duros. (GM R. Bobby Fischer)
43. Petrosian sabia detectar e afastar o perigo vinte jogadas antes que este
surgisse. (GM R. Bobby Fischer)


Anatoli Karpov
44. A ameaça da derrota é mais terrível que a própria derrota. (GM A. Karpov,
ex-Campeão do Mundo.
45. O Xadrez está mais perto da Matemática do que qualquer outra Ciência.
(GM A. Karpov)


Samuel Reshevsky
46. Só há um Mikhail Tal no mundo. (GM Samuel Reshevsky)


Dr. Siegbert Tarrasch
47. No Xadrez, como na vida, o melhor lance é sempre a que é realizado. (Dr.
S.Tarrasch)
48. Eu sempre senti um pouco de pena daquelas pessoas que não
conheceram o Xadrez; Justamente o mesmo que sinto por quem não foi
embriagado pelo amor. O Xadrez, como o amor, como a música, tem a virtude
de fazer o homem feliz. (Dr. Siegbert Tarrasch)
49. O Xadrez é uma forma de produção intelectual que tem seu encanto
peculiar. A produção intelectual é uma das grandes satisfações - senão a maior
- ao alcance do homem. Nem todos podem compor uma peça musical
inspirada ou construir uma ponte; no entanto, no Xadrez, todo mundo é
intelectualmente produtivo e, portanto, cada pessoa que o pratica pode
experimental uma grande satisfação. (Dr. Siegbert Tarrasch)


Victor Korchnoi
50. Nenhum Grande Mestre é normal, o único que difere um do outro é o tipo
de loucura. (GM Victor Korchnoi, O terrível)


Alexander Kotov
51. A aprendizagem do Xadrez produz autêntico prazer, e os sucessos
desportivos ou criativos que se obtêm depois reportam plena satisfação. (GM
A. Kotov)


52. O Xadrez é necessário em toda boa família. (Alexander Pushkin, escritor
russo)
53. O Xadrez é semelhante à vida. (Miguel de Cervantes, escritor espanhol)
54. O Xadrez é um jogo honrado. (Williams Shakespeare, poeta e dramaturgo
inglês)
54. O Xadrez é prova de inteligência. (Joan W. Goethe, poeta alemão)
55. O Xadrez é uma necessidade tão imperiosa como a literatura. (Ivan
Turgueniev, novelista russo)
56. Não existe tanto mistério em dez assassinatos como numa partida de
Xadrez. (A. Rubinstein, um dos melhores jogadores dos anos 20)
57. Gosto do Xadrez porque é um bom descanso; faz trabalhar a mente, mas
de uma forma muito especial. (Leon Tolstoi, escritor russo)
58. Uma posição determinante no centro dá direito a atacar numa ala. (Aaron
Nimzovitch)
59. A técnica do jogo posicional pode ser adquirida. (A. Nimzowitch)
Efim Bogoljubow
60. Se jogo com brancas, eu ganho porque tenho o primeiro movimento.
Quando jogo com negras, ganho porque sou Boguljubow. (GM Efim
Bogoljubow)
61. A estratégia é coisa de reflexão, a tática é coisa de percepção. (Max. Euwe,
ex-Campeão Mundial)
62. Uma partida de Xadrez se assemelha a uma mulher: cada qual a
superestima ou menospreza, mas ninguém é capaz de julgá-la fria e
objetivamente. (GM R. Fine, eminente Psicólogo)
63. Ajudai vossas peças para que elas vos ajudem. (Paul Morphy, gênio norte-
americano)
64. Quando Tal sacrifica uma peça, vale comprovar por que; quando Petrosian
faz algum sacrifício, é melhor abandonar; quando Kasparov sacrifica algo, vale
comprovar e abandonar. (GM M. Najdorf)
65. Capablanca foi o melhor porque não precisou aborrecer-se. (GM M.
Najdorf)
66. Nunca alguém ganhou uma partida abandonando-a. (GM S. Tartakower)
67. Os sete pecados capitais do Xadrez são: Superficialidade, Voracidade,
Pusilanimidade, Inconsequência, Delapidação do tempo, Excessivo amor à paz,
Bloqueio. (S. Tartakower).
68. O Xadrez subsiste graças aos erros que se cometem jogando-o. (S.
Tartakower).
69. No xadrez, o vencedor é quem comete o penúltimo erro.. (S. Tartakower).
70. Se o erro não existisse, deveria ser inventado. (S. Tartakower).
71. Se o Xadrez é luta, o melhor é Lasker; se o Xadrez é ciência, o melhor é
Capablanca; se o Xadrez é arte, o melhor é Alekhine. (S. Tartakower).
72. Numa partida de Xadrez, às vezes, jogam mais de quatro cavalos. (S.
Tartakower).
73. O jogo de Xadrez careceu de métodos de ensino; o homem de tempo. (MI
Roberto Grau)
74. A combinação é a técnica da beleza objetiva do jogo. (MI R. Grau)
75. É por meio do raciocínio que se chega a descobrir as combinações. (MI R.
Grau)
76. A história das idéias enxadrísticas é a história dos jogadores que a encarnaram.
(Anthony Saidy)
77. Os peões são a alma do Xadrez. (A.D . Philidor)
78. Gosto de como me educaram. Mas minha vida não é só Xadrez. (GM. Judit
Polgar)
79. Se penso, jogo mal. (GM Viswanathan Anand, ex-Campeão Mundial)
80. A genialidade consiste em saber transgredir as regras no momento adequado. (R.
Teichmann)
81. Se queres destruir um homem, ensina-lhe a jogar Xadrez. (Oscar Wilde,
escritor)
82. A vida é muito curta para o Xadrez (J. Byron)
83. O Xadrez é um mar no qual um mosquito pode beber e um elefante pode
banhar-se. (Provérbio Indiano)
84. O Xadrez moderno está muito preocupado com coisas como a estrutura de
Peões. Esqueçam-no, o Xeque Mate termina a partida. (GM Nigel Short)
85. Jogue a Abertura como um livro, o meio jogo como um mago e os Finais como
uma máquina. (R. Spielmann)
86. Não é um lance, nem ainda o melhor lance que tu deves procurar, mas um plano
compreensível (Eugene Znosko-Borovsky)
87. Um mau plano é melhor do que não ter nenhum plano. (Frank Marshall)
88. Aqueles que dizem que entendem o Xadrez, não entendem nada. (GM Robert
Hubner)
89. O Xadrez não é como a vida... Tem regras! (Mark Pasternak, escritor)
90. Nada excita mais a Grandes Mestres aborrecedores do que uma novidade
teórica. (Dominic Lawson)
91. Do Xadrez se disse que a vida não é o suficientemente longa para ele, mas isso é
culpa da vida, não do Xadrez" (W. E. Napier)
92. O Xadrez se joga com a mente, não com as mãos! (Kahn)
93. As virtudes do Xadrez são tão inumeráveis como os grãos de areia de um
deserto.
94. O Xadrez cura a mente enferma e a exercita em saúde. É o descanso para o
intelecto sobrecarregado e o relax para o corpo fatigado. Alivia as penas e aumenta
o sentimento de felicidade. Ensina a dominar as paixões e a ser cauteloso.
95. A verdadeira beleza do Xadrez consiste na luta elementar entre diferentes
personalidades.
96. No Xadrez como na vida, a glória de hoje pode ser o veneno de manhã.
97. O Xadrez é a lógica feita jogo.
98. O Xadrez é uma luta consigo mesmo.
99. As qualidades do Xadrez têm um valor humano geral e constitui, pois, um
método de autodesenvolvimento e autodisciplina muito útil aos que o praticam.
100. O Xadrez é um elixir que prolonga a vida, é um culto à sabedoria e um canto à
virtude.






Bookmark and Share

terça-feira, 19 de agosto de 2008

DIANA NOGUEIRA PRESENTE EM ENCONTRO DE JOVENS EM ESPANHA


A jogadora sub-10, do Moto Clube do Porto / Alpi Portugal, Diana Nogueira, recebeu o convite da Federação Portuguesa de Xadrez, para estar presente na Encontro de Seleções Jovens, em Badajoz, fazendo parte da comitiva portuguesa, que abaixo damos conhecimento.


O programa, constante do site da http://www.fpx.pt/ discrimina as actividades, em que os jovens estarão envolvidos.


Ficarão alojados num belo acampamento, tendo, além do xadrez, jogos e treinos. Fazem parte das actividades, passeios a cavalo, visitas a parques naturais, piscina, etc.


Esperemos que os nossos jovens possam tirar bom proveito desta estada.


A Diana Nogueira, está neste momento a disputar o Torneio de Verão de Matosinhos, indo logo de seguida para o Encontro de Badajoz.


Continua com os treinos com o seu treinador Marco Viela, que a está a preparar, para os Campeonatos da Europa de Jovens, que a Diana irá disputar, na categoria de sub-10, em meados de Setembro no Montenegro, país saído da fragmentação da antigo Jugoslávia, nos balcãns.



Encontro de Selecções Jovens em Espanha
A convite da Federação da Extremadura a Federação Portuguesa de Xadrez participará no Encontro de Selecções Jovens - de 26 a 31 de Agosto em Navalvillar de Pela, Badajoz, organização da Federação da Extremadura.

Constituição da Representação Portuguesa:
Diana Nogueira - Campeã Nacional feminina sub-10
Gonçalo Silva - Campeão Nacional sub-10
Ana Rato - Campeã Nacional feminina sub-12
João Valente - 3º - Campeonato Nacional sub-12
Ana Meireles - Campeã Nacional feminina sub-14
Pedro Neves - Campeão Nacional sub-14
Treinador: Sérgio Rocha.

A secção de Xadrez do Moto Clube do Porto/Alpi Portugal, deseja boa sorte a todos.


Foto by Juliana Chiu
Texto by Afonsov
Bookmark and Share

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

5000 visitas em pouco mais de 4 meses!!!!

Para comemorar as 5000 visitas a este nosso blog, que esperamos possam vir a ser muitas mais nos próximos 4 meses,dado que estamos a trabalhar para que cada vez seja mais completo e tenha mais informação que interesse á comunidade xadrezistica nacional e internacional....aqui têem o que será o xadrez dentro de pouco tempo com a entrada das televisões e rádios na disputa dos melhores jogos!!! e as transmissões em directo em horário nobre.NÃO SE ESQUEÇAM DE LIGAR O SOM! É PARA OUVIR....

video

Ouviram? é assim este nosso desporto....

texto by goodchess

Bookmark and Share

CURIOSIDADES DO XADREZ



1-Cálculos matemáticos estabelecem que o rei, partindo da sua casa inicial (e1) e seguindo o caminho mais curto, ou seja, em 7 lances, pode atingir a oitava casa (e8) de 393 modos diferentes.
2-Um fim de partida com o rei e torre pode formar 216 posições diferentes de mate; um final de rei e dama contra rei: 364.
3-O Xadrez, a Música e a Matemática são os únicos sectores da atividade humana em que se conhecem casos de crianças prodígio.
4-No xadrez existem precisamente 169.518.829.100.544 quatrilhões (15 zeros) de maneiras de jogar apenas os dez primeiros lances. Para os 40 lances seguintes de um jogo inteiro, o número é estimado em 25 x 10 elevado a 115 potência. O número inteiro de átomos em todo o universo é apenas uma pequena fracção desse resultado.
5-O campeão nacional absoluto mais jovem de todos os tempos e de todas as modalidades desportivas é um jogador de Xadrez. Trata-se do peruano Júlio Granda Zuñinga, campeão nacional aos 6 anos de idade.
6-Na década de 1980, na ex-URSS, por duas vezes um jogador de Xadrez foi eleito atleta do ano, destacando-se entre praticantes de todas as outras modalidades. Foram eles: Anatoli Karpov (1981) e Garry Kasparov (1985).
7-O Xadrez é o único desporto em que uma mulher conseguiu conquistar um campeonato numa competição mista contra homens. Trata-se da campeã húngara Judit Polgar, considerada a melhor jogadora de todos os tempos.
8-O Xadrez é a única modalidade desportiva que permite a uma pessoa enfrentar grande número de adversários ao mesmo tempo, em condições de aproximada igualdade.
9-Segundo o presidente da FIDE (Fédération Internationale Des Échecs), existem atualmente cerca de 500 milhões de pessoas que jogam Xadrez.
10-O Xadrez é disciplina escolar obrigatória na Romênia e as notas em Matemática dependem em 33% do desempenho no Xadrez.
11- Raros mestres puderam vencer Capablanca, e sómente uma única e exclusiva vez: Botvinnik, Euwe, Keres, Reshevsky, Réti, Janowsky, Rubinstein... Mais raríssimos ainda foram os jogadores que conseguiram a proeza de triunfar sobre Capablanca mais de uma vez. Na verdade, apenas quatro mestres alcançaram essa glória suprema: Alekhine, Lasker, Spielmann e Marshall.
12-O jogo o mais longo de xadrez de todos os tempos jogados por jogadores top do ranking teve 269 movimentos de Ivan Nikolic e Goran Arsovic em Belgrado em 1989. Durou mais de 20 horas, e resultou num empate.
13-Diz-se que há mais literatura dedicada ao Xadrez do que para todos os outros jogos restantes juntos.
14-A palavra "Xeque-mate" vem da frase persa "Shah Mat", que significa "o rei está morto".
15-Na série "Star Trek (O Caminho das Estrelas)", capitão Kirk e Sr. Spock jogaram o Xadrez três vezes. Kirk ganhou todos os jogos.
16-O primeiro Campeonato de Xadrez registado aconteceu em Madrid em 1575. Giulio Polerio e Giovanni Ruy derrotaram Leonardo Lopez e Alfonso Ceron em uma série de jogos organizados pelo rei Filipe II.
17-O ex-campeão do mundo Jose Capablanca começou a jogar Xadrez com 4 anos, e ganhou de seu pai seu primeiro jogo também com 4 anos.
18-O movimento mais lento registrado foi de Francisco R. Torres Trois, levou 2 horas e 20 minutos para fazer um movimento em um jogo contra Luis M.C.P. Santos, em Vigo, Espanha em 1980. Trois tinha somente dois movimentos possíveis a considerar.
19-Judit Polgar de Hungria foi a mulher mais jovem a ganhar o status de mestre internacional em 1989 quando tinha 12, e a mulher mais jovem a ganhar o status internacional de Grande mestre em 1991 com 15 anos de idade.
20-A primeira aparição do xadrez em um filme foi em " The Wishing Ring " em 1914.
21-Dois reis podem ocupar no tabuleiro 3612 posições diferentes. Dois reis e duas peças quaisquer podem forma, aproximadamente, 12.000.000 de posições diferentes. Dez peças: 34.254.125.120.000.000.
22-A partida mais longa, terminada em vitória, é a que Wolf ganhou de Duras (Carlsbad, 1907): 168 lances, durando 22 horas e meia.
23-A Sra. J.W. Gilbert, 1879, numa partida por correspondência com G.H. Gossip, anunciou mate em 35 lances! (Steinitz comprovou a sua exatidão) Possivelmente, este é o mate anunciado de maior número de lances.
Bookmark and Share

VASCO DIOGO VENCE CAMPEONATO NACIONAL ABSOLUTO PORTUGAL- Preliminar 2008




VASCO DIOGO foi o vencedor isolado do CAMPEONATO NACIONAL ABSOLUTO PORTUGAL- Preliminar 2008, que terminou este fim de semana na Amadora com 8 pontos.Também se apuraram para a fase final JOSÉ ANDRADE e JORGE CRUZ, respectivamente 2º e 3º com 7 e 6,5 pontos.





Dos jogadores da Associação do Porto, teremos que destacar a fase final do torneio do Ricardo Margarido (38º do torneio elo 1864 ) do GD Dias Ferreira que o colocou no 9º lugar, pois após a derrota na 2ª jornada não mais perdeu, terminando numa posição muito acima do seu ranking inicial com 5 vitórias-2 empates-2 derrotas.



Ainda dentro do top-ten ficou o Carlos Oliveira (12º do ranking inicial com elo 2106 ) com 5,5 pontos.



A CLASSIFICAÇÃO FINAL ficou assim ordenada:




1 Diogo Vasco .............................................POR 2294 8,0
2 FM Andrade Jose M Vieira ..................POR 2290 7,0
3 Cruz Jorge Filipe Egas ...........................POR 2074 6,5
4 IM Durao Joaquim .................................POR 2125 6,5
5 WFM Coimbra Margarida .....................POR 2093 6,0
6 Rego Pedro Filipe ...................................POR 2164 6,0
7 Silva Miguel Alexandre Gomes .............POR 2074 6,0
8 Alho Diogo ................................................POR 2288 6,0
9 Margarido Ricardo Emanuel .................POR 1864 6,0
10 Oliveira Carlos Andre Ramalho ..........POR 2106 5,5
11 Morais Vitor ...........................................POR 2107 5,5
12 Ferreira Victor Manuel .........................POR 2057 5,5
13Pereira Edgar ..........................................POR 2127 5,5
14 Ferreira Jorge Viterbo .........................POR 2002 5,5




texto by goodchess

Bookmark and Share

TORNEIO DE VERÃO DE MATOSINHOS







Torneios de Verão de Matosinhos 2008: participação de três femininas

Decorrem de 18 a 26 de Agosto, na sede do GD Dias Ferreira, em Matosinhos, os Torneios de Verão de Matosinhos 2008. No Torneio das Tardes, participam três jogadoras femininas: Diana Nogueira, Marta Alves e Gisela Alvarenga.

Os Torneios de Verão de Matosinhos 2008 decorrem em dois grupos: o Torneio das Manhãs de Verão de Matosinhos e o Torneio das Tardes de Verão de Matosinhos. Ambos os torneios funcionam em sistema fechado a 10 jogadores, ou seja, com 9 jornadas.
Os torneios têm por objectivo a melhoria do nível técnico dos jogadores, pois funcionam com aulas diárias, para além do calendário de jogo.
O grupo do Torneio das Manhãs será mais forte do que o do Torneio das Tardes, pois conta com a participação de Estêvão Gomes (2027) e Jorge João Ferreira (2002), e apenas um jogador sem ELO FIDE.
No Torneio das Tardes, o nº 1 é Ricardo Margarido (1864). Este torneio conta apenas com a participação de 4 jogadores com ELO FIDE, pelo que o principal objectivo dos restantes jogadores será a obtenção de ranking internacional. Dos 6 jogadores em perseguição deste objectivo, três são jogadoras femininas: DIANA NOGUEIRA, campeã nacional feminina de sub-10, e MARTA ALVES, do Moto Clube do Porto/ALPI, e GISELA ALVARENGA, do GD Dias Ferreira.



TORNEIO DAS MANHÃS:
1 28688 1908049 Pedro Miguel Mendes GD Dias Ferreira 1665 1665 1993/11/09
2 25859 1905538 Francisco Mateus Ac Xadrez de Gaia 1806 1806 1994/09/01
3 27550 1913220 André Mateus Ac Xadrez de Gaia 1445 1445 1997/10/20
4 25840 1914227 José Miguel Margarido Ac Xadrez de Gaia 1734 1734 1994/04/04
5 29668 1917013 João Luis Martins GX Esc Boa Nova 1410 1400 1991/10/05
6 28690 1910850 Jorge João Ferreira GD Dias Ferreira 2002 2002 1994/06/24
7 29213 1911210 Roberto Mendes GD Dias Ferreira 1674 1674 1991/11/14
8 31434 1919202 Henish Hemendra Balu FC Amial-Regado 1332 1400 997/02/19
9 19193 1904442 Estêvão Gomes GD Dias Ferreira 2027 2027 1989/10/14
10 20895 1908472 Miguel Simões GD Dias Ferreira 1659 1659 1993/10/21



TORNEIO DAS TARDES:
1 586 1913387 João Guedes Carvalho GD Dias Ferreira 1534 1400 1951/10/23
2 22834 1905287 Ricardo Margarido GD Dias Ferreira 1864 1864 1991/02/17
3 20899 1906097 Diogo Valente GD Dias Ferreira 1663 1663 1987/02/05
4 31463 1920693 Diana Sofia Nogueira Moto C Porto/ALPI 1247 1400 1998/01/21
5 31020 1913360 Marta Sofia Alves Moto C Porto/ALPI 1242 1400 1994/10/21
6 32658 0 Pedro Miguel Teixeira GD Dias Ferreira 1500 1400 1987/01/10
7 24128 1913999 Gisela Alvarenga GD Dias Ferreira 1233 1400 1993/02/27
8 30620 1915304 Bernardo Guerra Carvalho FC Amial-Regado 1313 1400 1998/05/13
9 20391 1906534 Eduardo Santos GD Dias Ferreira 1681 1681 1988/11/30
10 22726 1905597 Gustavo Pinto GD Dias Ferreira 1746 1746 1992/11/24

Iremos dando notícias desta prova.

Fotos by Juliana Chiu
Texto da "xadrez feminino"
Bookmark and Share

domingo, 17 de agosto de 2008

HISTÓRIA DO XADREZ



.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
A origem do xadrez é certamente o maior mistério existente no mundo. Infelizmente os historiadores não conseguem chegar a um consenso sobre o lugar de onde se originara o xadrez. O documento mais antigo é provavelmente a pintura mural da câmara mortuária de Mera, em Sakarah (nos arredores de Gizé, no Egito). Ao que parece, essa pintura, representa duas pessoas jogando xadrez e data de aproximadamente 3 000 anos antes da era cristã.



Hoje a teoria mais aceita é que ele se originou na Índia por volta do século VI d.C. Era conhecido como "o jogo do exército" ou "Chaturanga" e podia ser jogado com dois ou mais jogadores. Graças as viagens dos mercadores e dos comerciantes o jogo se espalhou para leste (China) e oeste (Pérsia). Mais adiante os árabes estudaram profundamente o jogo e se deram conta que ele estava bastante relacionado com a matemática, escreveram vários tratados sobre isto e aparentemente foram os primeiros a formalizar e escrever suas regras.



A primeira menção do xadrez está em um poema Persa em qual menciona que a vinda do jogo foi na Índia. O xadrez emigrou para a Pérsia (atual Irã) durante o reinado de Chosroe-I Annshiravan (531-579) e é descrito em um manuscrito persa daquele período. Este texto explica a terminologia, nomes e funções das peças com certo detalhe.


O xadrez também é mencionado na poesia épica de Firdousi (940-1021), Schanamekh - O livro dos reis, no qual ele menciona presentes que são dados por uma caravana do Rajah da Índia na corte do rei Persa Chosroe-I. Entre esses presentes, se encontrava um jogo que simulava uma batalha entre dois exércitos. Registros mostram que havia originalmente quatro tipos de peças usadas no xadrez. O Shatrang (sânscrito Hindú) significa "quatro" e anga significa "lados".
Na dinastia Sassanid (242-651 d.C.) um livro foi escrito no idioma Médio Persa Pahlavi chamado "Chatrang namakwor" (Um manual de xadrez). O shatrang (xadrez) representa o universo de acordo com o antigo misticismo Hindú. Os quatro lados representam os quatro elementos (fogo, ar, terra e água) e as quatro virtudes do homem. Embora os nomes das peças sejam diferentes em vários países hoje, seus movimentos são surpreendentemente parecidos. Na Pérsia, a palavra "Shatrang" se usou para nomear o mesmo xadrez.



Por volta do ano 651 d.C., com a conquista da Pérsia, os árabes adotam este jogo, valorizando-o e difundindo-o por todo o Norte da África, assim como por todos os reinos europeus dominados nos séculos seguintes, em particular para a Espanha (onde recebe, sucessivamente, os nome de: Acedrex, Axedres, Axedrez, Ajedrez), Portugal (Xadrez), a Sicília (Scachi Scacchi), a costa francesa do Mediterrâneo (Eschec, Eschecz, Eschecs, Échecs) e a Catalunha (Escacs, Eschacs, Scacs, Schacs, Eschacos, Schachos).



Os mais antigos manuscritos consagrados inteiramente ao xadrez, denominados Mansubas, aparecem em Bagdá, durante a Idade de Ouro Árabe. Não tendo em sua língua nem o som inicial nem o som final da palavra Chatrang, eles a modificam para Shatranj. Aproximadamente em 840, Al Adli, melhor jogador do seu tempo, publica um manuscrito Livro do xadrez (este original foi perdido).


No início do século IX o califa de Bagdá Haroun-al-Rachid (766-809) oferece a Carlos Magno (768-814) um jogo em mármore, hoje desaparecido. Conservam-se, no entanto, na Biblioteca Nacional de Paris, algumas peças denominadas Charlemagne.
Por volta do século IX o xadrez foi introduzido na Europa por duas vias distintas: segundo uns pela invasão muçulmana da Península Ibérica, e segundo outros, durante o confronto Ocidente-Oriente na Primeira Cruzada. No século XI já era amplamente conhecido no velho mundo.
Uma outra versão bastante aceita para a origem é de que ele tenha se originado na China em 204-203 a.C. por Han Xin, um líder militar, para dar às suas tropas algo para fazer no acampamento de inverno. Um jogo conhecido como "go" que tem um rio, um canhão, um cavalo, uma torre, um rei, um peão e um bispo, sendo que estas quatro últimas peças localizam-se na mesma posição do xadrez ocidental. As peças tem inscrições em caracteres chineses e são colocadas em "pontos". Há duas referências do xadrez na literatura antiga chinesa. A primeira foi de uma coleção de poemas conhecida como "Chu chi". O autor chamava-se Chii Yuan. A segunda é de um famoso livro de filosofia conhecido como "Shuo Yuan" que citava Chu Chi.
Mas existem vários tipos de xadrez: xadrez ocidental, xadrez chinês, xadrez japonês (shogi), xadrez coreano, xadrez burmês, xadrez cambojano, xadrez tailândes, xadrez malaio, xadrez indonésio, xadrez turco e possivelmente até xadrez etíope. Todos tem em comum certos aspectos como: o objetivo é dar xeque-mate ao rei, todos tem o rei no centro, uma torre no canto, um cavalo próximo a ela e peões em frente, e os movimentos dessas peças é idêntico ou quase idêntico ao do xadrez ocidental.



Falar afirmativamente sobre o xadrez ter se originado em tal época e em tal lugar de tal maneria pode ser uma coisa muita mais séria do que se imagina, pois existem muitas pessoas que defendem com todas as forças que a origem do xadrez foi na Índia, enquanto alguns outros afirmam com toda certeza que ele surgiu na China muito antes do que na Índia. Infelizmente não chegamos a um acordo sobre tudo isso, pois a origem do xadrez já foi atribuída até ao rei Arthur, ao rei Salomão, aos sábios mandarins contemporâneos de Confúcio, aos Egípcios e aos Gregos, no cerco à Tróia, para distrair os soldados. O correto é que tenha se originado de onde for o xadrez é um do jogos mais prestigiados do mundo, sendo tratado muitas vezes como arte ou ciência.
As regras e os movimentos das peças sofreram alterações ao longo do tempo, mas ultimamente as regras são as mesmas desde o século XV.



Na Idade Média, o "jogo dos reis" adquire, rapidamente, o status de passatempo favorito da sociedade aristocrática européia, sendo proibida a sua prática entre os pobres. Recomenda-se começar sua aprendizagem aos seis anos de idade. As mulheres nobres não hesitam em sentar-se em frente do tabuleiro, mostrando-se, inclusive, tão hábeis quanto os homens. Estes, só têm o direito de entrar em um aposento feminino com o objetivo explícito de jogar xadrez.
No século XIII as casas do tabuleiro passaram a ser dividas em duas cores para facilitar a visualização dos enxadristas. O duplo avanço do peão em sua primeira jogada surgiu em 1283, em um manuscrito europeu.



Mas uma das principais alterações aconteceu aproximadamente em 1485, na renascença italiana, surgindo o xadrez da “rainha enlouquecida”. Até esta época não existia ainda a peça rainha, e em seu lugar havia uma chamada Ferz, que era uma espécie de Ministro. Ele, que só podia deslocar-se uma casa por vez pelas diagonais, transformou-se em Dama (Rainha) ganhando o poder de mover-se para todas as direções.



A transformação de uma peça masculina em Rainha pode ser considerada como um indício da crescente valorização da mulher durante o período medieval, mas também como metáfora de uma sociedade dominada por um casal monárquico. Porém, para o psicanalista Isador Coriat é possível que esta metamorfose tenha sido motivada por uma tendência a identificar-se inconscientemente o xadrez com a estrutura do complexo de Édipo, o Rei simbolizando o pai e a Rainha a mãe.



Por volta de 1561 o padre espanhol Ruy Lopez de Segura, que foi o melhor jogador deste período, propôs a utilização do roque. Esta alteração será aceita na Inglaterra, França e Alemanha somente 70 anos depois. O movimento En Passant já era usado em 1560 por Ruy Lopez, embora não se conheça seu criador.



Em vinte anos as inovações espalham-se e as duas modalidades de xadrez coexistem por toda a Europa. A nova maneira de jogar imprime um maior dinamismo às partidas, devido à grande riqueza combinatória que ela proporciona, e o antigo xadrez é, rapidamente, relegado ao esquecimento.


Texto from "História do Xadrez"
Bookmark and Share